Buscar

Quais os tipos mais comuns de cupins?

Atualizado: Jul 19

Ao menor sinal da presença de cupins em sua casa, a melhor estratégia para evitar que este inseto destrua a residência é realizar um trabalho preventivo de descupinização. Os cupins adoram calor e umidade. Animal resiliente, é capaz de atravessar paredes de gesso, tijolos e cimento até que possa se instalar confortavelmente dentro de sua casa e se alimentar de armários, pisos, móveis e o que mais encontrar.


A Aerojet Praga conta com sólida experiência no trabalho de descupinização para eliminar infestações e proteger sua casa contra futuras “invasões” deste pequeno inseto destruidor. Realizamos um mapeamento prévio completo para identificar os focos de cupim, efetuando a descupinização de maneira segura e com produtos de alta qualidade autorizados pela Anvisa.


Quais os tipos mais comuns de cupins?

São três os tipos mais comuns de cupins no ambiente urbano, responsáveis por causar grandes transtornos. Os cupins de madeira seca são os mais recorrentes e costumam aparecer mais facilmente no começo da primavera, época em que procuram locais para “fundar” novas colônias. Apesar de não possuir um ataque muito agressivo e ser incapaz de criar colônias muito vastas, se não controlado a tempo pode causar grandes incômodos dentro e fora de casa.

Já os cupins subterrâneos são mais bem organizados e atacam de forma mais agressiva as estruturas de madeira. Suas colônias, bem maiores e mais estruturadas do que a dos cupins de madeira seca, são conhecidas como os cupinzeiros de terra. Como o nome já diz, vivem sob a terra em busca de madeira para se alimentar e se alojam em todo o tipo de material, inclusive concreto. Uma colônia de cupins subterrâneos pode comprometer a estrutura de uma casa de alvenaria sem muitos esforços.

Os carunchos ou brocas, como são chamados os cupins coleópteros, representam cerca de 40% de todas as espécies de cupins catalogadas no planeta. Alimenta-se de madeira, mas também pode se alimentar de cereais, sendo facilmente visto a olho nu, já que colocam seus ovos sobre a superfície, sem escondê-los. Mas fique atento ao nascimento das larvas, que se alimentam de madeira, corroendo a estrutura onde estão alojadas. Seja qual for a espécie de cupim identificada em sua residência ou empresa, a medida mais acertada é prevenir a infestação e os grandes prejuízos que uma colônia de cupins pode acarretar.


11 visualizações0 comentário